Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus. blog comments powered by Disqus

Consultoria: Atuação da fisioterapia aquática na Paralisia Cerebral



Uma outra palestrante do curso “FISIOTERAPIA AQUÁTICA BASEADA EM EVIDÊNCIAS” apresentou um trabalho de ativação muscular na fisio aquática com uma paciente portadora de PC em nível IV, gostaria de saber se fosse um paciente em nível superior (mais grave), que não tivesse cognitivo preservado, seria interessante um trabalho de ativação muscular na fisio aquática e por quê? Se sim, poderia ser aproveitado os reflexos primitivos que o paciente ainda apresentar para trabalhar uma ativação muscular reflexa?

Resposta: Pacientes do nível V na classificação do GMFCS, podem ser atendidos pela fisioterapia aquática funcional, para que sejam mobilizados passivamente com o objetivo de aquisição de amplitude de movimento de quadril e cintura escapular, para auxiliar o cuidador durante a higiene, a troca de roupa, a alimentação, e a ,se possível, interação com o meio com um melhor alinhamento biomecânico, prevenindo ao máximo comprometimentos da coluna vertebral e respiratórios.

Em casos onde há preservação de cognitivo os reflexos primitivos são evidenciados e devem ser estimulados pelo terapeuta com o objetivo funcional de alcance para brincar, ou utilizar um acionador no computador.
 
Atenciosamente,
Lais Cardoso e Fábio Rodrigues Branco
blog comments powered by Disqus