Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus. blog comments powered by Disqus

Utilização da CIF na Determinação de Objetivos em Fisioterapia Aquática Funcional



A fisioterapia aquática funcional utiliza os fatores presentes no diagrama da CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde) na determinação dos objetivos funcional e específicos, e avalia de forma específica esses objetivos através de indicadores quantitativos e qualitativos de evolução.

Screen shot 2011-04-28 at 10.44.40 PM

O objetivo funcional será a atividade, a função que o indivíduo almeja realizar e o que interfere não é somente a incapacidade, transtorno ou doença do indivíduo (condição de saúde), mas os fatores ambientais e pessoais que podem ser facilitadores ou barreiras para a aquisição da tarefa; a participação social do indivíduo e as funções e estruturas do corpo.

O modelo da CIF auxilia o profissional a nortear o processo de avaliação, a elaborar os objetivos e o plano de tratamento e a fundamentar a escolha dos indicadores de evolução.

O caso que será exemplificado a seguir mostra como os achados clínicos são relacionados ao modelo da CIF, e demonstra o uso da CIF como ferramenta que orienta a escolha dos objetivos.

Screen shot 2011-04-28 at 10.46.03 PM

O objetivo funcional determinado para esta paciente foi aprimorar o controle da postura sentada para maior participação social em seu ambiente, como mostram as figuras a seguir. A família é considerada fator ambiental neste contexto e neste caso foi um facilitador no processo de reabilitação, pois seguia as orientações quanto a exercícios domiciliares, disponibilidade de brinquedos, relação entre os membros da família. O ambiente em que o paciente irá realizar a atividade também deve ser levado em consideração e se não for possível treinar a atividade, reabilitar no próprio ambiente é necessário que se tenha condutas desafiadoras propiciando ativações parecidas as que serão necessárias na execução da tarefa em seu ambiente.

11

Paciente após a reabilitação com fisioterapia aquática funcional realizando a tarefa no seu ambiente.


A partir da determinação do objetivo funcional, determinam-se os objetivos específicos, que são os componentes da função e estes irão estruturar o plano de tratamento.

As condutas utilizadas na fisioterapia aquática funcional visaram melhora da estabilidade dinâmica na postura sentada, ou seja, um controle seletivo da postura, permitindo ajustes para retorno do equilíbrio. Porém, em pacientes com alterações como a desta paciente algumas compensações e conseqüentemente algumas fixações podem ser permitidas.

Foram realizados alongamentos para flexores de quadril e flexores de joelho. A postura em flexão de joelhos não seria a mais adequada para o sentar, mas pensando nos encurtamentos musculares e no aumento da base de suporte propiciado foi permitida.

A postura ortostática com o uso de talas de lona foi utilizada com o objetivo da ativação tônica do glúteo máximo e dos estabilizadores de tronco, realizada em nível de água alto para facilitar a sustentação.

O estímulo das reações de equilíbrio e de proteção foi realizado com paciente em tapete de flutuação e com desequilíbrios gerados pelo fisioterapeuta.

O treino da estabilidade de tronco também foi realizado na própria postura sentada (treino orientado para a tarefa), estimulando o alinhamento biomecânico para melhor ativação muscular seletiva.

12
Paciente realizando Fisioterapia Aquática Funcional


Sendo assim, a fisioterapia aquática funcional utiliza o modelo da CIF como um importante referencial teórico norteador do raciocínio clínico e da determinação de objetivos, além de utilizar instrumentos padronizados, evidências científicas qualificadas e as preferências e desejos do indivíduo e da família.

No livro Fisioterapia Aquática Funcional é possível verificar esta prática de reabilitação utilizando como referencial o modelo biopsicossocial da CIF nas diferentes clínicas e patologias neurológicas.

blog comments powered by Disqus